Veja nesta matéria quais são os cuidados indispensáveis para formatar uma franquia e quais os principais passos deste processo. A expansão dos negócios através do franchising é uma ótima opção para o crescimento, mas exige cuidados.
Veja nesta matéria quais são os cuidados indispensáveis para formatar uma franquia e quais os principais passos deste processo. A expansão dos negócios através do franchising é uma ótima opção para o crescimento, mas exige cuidados.

Cuidados indispensáveis para formatar uma franquia

Montar uma franquia é uma ótima opção para expansão do negócio, mas existem alguns cuidados indispensáveis para formatar uma franquia, que não podem ser ignorados. Sem eles o negócio corre um sério risco de não dar certo.

O setor de franquias continua sendo um dos que mais cresce no Brasil, mesmo em meio à atual crise econômica, basta ver os números sobre o crescimento do setor em 2016. Além de atrair milhares de empreendedores todos os anos, o setor também registra um aumento considerável no número de redes.

O modelo de franchising é bastante interessante para quem tem um negócio que possa ser replicado, a fim de ganhar escala. Os franqueados atuam como uma espécie de sócios locais, tendo seus direitos e deveres.

Contudo, mais que uma empresa de sucesso, para franquear uma marca é preciso tomar uma série de cuidados e principalmente se cercar de profissionais muito competentes e experientes no franchising.

Por ter já passado por todos esses passos, compartilho com você os cuidados indispensáveis para formatar uma franquia, que nós tivemos que tomar na hora de franquear nosso modelo de negócio.

Elaboração de um Plano de Negócios

Sem um bom plano de negócios, nada irá acontecer. O franqueador precisa ter muito claro suas perspectivas e possibilidades. É hora de definir o modelo ideal de franquia, levantar os custos necessários para a formatação e expansão, e ainda desenhar o perfil adequado do seu franqueado.

É o momento de definir a estratégia de abertura de unidades, as regiões prioritárias para expandir, além dos valores da taxa de franquia, royalties, fundo de propaganda e prazo de retorno do investimento feito pelo franqueado.

Sem uma projeção clara do quanto será investido e qual será o retorno deste investimento, ninguém manifestará interesse em ser seu franqueado. Contar com o apoio de uma consultoria especializada em franchising pode ser a melhor alternativa.

Instrumentação jurídica da franquia

Um dos documentos mais importantes é a COF – Circular de Oferta de Franquia, que é regida pela Lei 8.955/94, também conhecida como Lei das Franquias. Trata-se do contrato que sela os compromissos entre franqueador e franqueado. É preciso um grande apoio jurídico nesse momento, tanto para um lado quanto para o outro.

O franqueador precisa se cercar de bons advogados a fim de garantir que o plano de negócios que ele elaborou na etapa anterior esteja extremamente bem documentado, a fim de evitar processos e outras decepções no futuro. Todo o cuidado nesse momento ainda é pouco.

Padronização de processos e instalações

Tendo tudo muito bem definido, é hora de criar os manuais da sua franquia. Neles ficam estabelecidos, nos mínimos detalhes, o projeto arquitetônico e de decoração, os padrões de produtos, serviços e atendimento, o sistema de gestão.

A importância dos manuais de franquias vai muito além do cumprimento de uma questão vista por alguns como “protocolar” no sistema de franquias. Afinal de contas, você está vendendo know how.

Uma das maiores preocupações de uma franquia deve ser a de garantir que seus clientes não percebam nenhuma diferença, mesmo que seja atendido em unidades separadas por quilômetros de distância. Tudo precisa estar devidamente padronizado.

É importante que o manual de franquias seja feito com base numa unidade-piloto, que pode ser um pouco diferente do seu negócio atual, que deve ter que passar por algumas adaptações para se transformar numa franquia.

Na unidade modelo, poderão ser realizados diversos testes para que se reproduzam fielmente as condições de trabalho que serão enfrentadas diariamente pelos franqueados que estarão à frente da operação.

Expansão da rede de franquias

A transformação de uma empresa em franquia é apenas o primeiro passo. Depois de ter tudo bem testado e aprovado, é hora de expandir. Algumas redes preferem internalizar a expansão, querendo manter essa área tão estratégica dentro da própria franqueadora.

Já outras marcas, preferem contratar empresas especializadas nessa área para aumentar a projeção e a captação de leads.

Muitas definem um plano de expansão em espiral, ou seja, quanto mais perto da franqueadora, melhor. Isso porque no início é preciso ter uma atenção ainda maior, principalmente em relação a fornecedores.

Uma barreira geografia pode dificultar bastante essa estratégia de expansão dos negócios. Conforme vão ganhando experiência, maturidade e segurança, aí sim as marcas expandem para regiões mais distantes.

Por fim, gostaria de destacar que, independentemente de qual fase você esteja no seu processo de formatação de uma franquia, é muito importante ser responsável e pensar em primeiro lugar nos seus clientes.

Será que os seus clientes seriam os maiores beneficiados nesse processo? Além disso, será que as vantagens para o seu franqueado são mesmo reais? É importante que você crie um negócio que seja sólido, para que ele cresça e perdure.

  Leia também o artigo Formatação de Franquias

Esqueça os ganhos de curto prazo e invista na sustentabilidade e longevidade da sua rede. Só assim será possível atingir o sucesso verdadeiro.

Conhecendo quais são os cuidados indispensáveis para formatar uma franquia, todo o processo fica bem mais seguro, e suas chances de sucesso aumentarão. Mantenha-se atualizado assinando a nossa Newsletter.

Por Flávio Imamura, sócio fundador da franquia Global Study

Cuidados indispensáveis para formatar uma franquia
Classificação 5 (100%) 1 voto