Análise do setor de franquias de alimentação – Fast Food, Bares e Restaurantes

Fazer uma análise do setor de franquias de alimentação é praticamente rever a história do próprio conceito de franquia, já que foi neste setor onde praticamente tudo começou.

Por isso mesmo, fica mais fácil avaliar não só o modelo de franquia em si, como também os impactos do atual momento econômico sobre o setor.

Panorama do setor de franquias de alimentação

Em nossa análise do setor de franquias de alimentação, constatamos que o segmento responde por aproximadamente 20% do faturamento do setor. As maiores redes do setor são em sua grande maioria empresas estrangeiras com grande experiência no exterior, como McDonalds, Burger King, Subway e também algumas redes genuinamente brasileiras como Bob’s.

Outra característica interessante do setor de franquias de alimentação é que este é o mais internacionalizado do mercado brasileiro. As franquias de alimentação ocupam o primeiro lugar no ranking de internacionalização do mercado brasileiro com 18% das marcas com unidades franqueadas no exterior.

Como investir em franquias de alimentos e fast food

Muito embora o setor de franquias de alimentos seja um dos mais lucrativo no mundo todo, o fato é que não é para qualquer um. É preciso que o empreendedor possua o perfil adequado para atuar nele.

Se você é do tipo de pessoa que não tem qualquer intimidade com a cozinha e preparo de alimentos, esse realmente não é um setor para investir, a não ser no caso de entrar na sociedade apenas como sócio capitalista, ficando afastado da rotina operacional do negócio.

Um outro item que não poderíamos deixar de citar em nossa análise do perfil do empreendedor no segmento de franquias de alimentos é que este é o tipo negócio que exige muito dos proprietários.

As franquias de alimentação, principalmente as localizadas em shopping centers, funcionam todos os dias da semana e geralmente os dias de pico são justamente nos finais de semana. Por isso, se você não está disposto a sacrificar seu final de semana em sua unidade franqueada, esse não é um bom negócio para você.

Ao escolher uma rede para se afiliar, você deve ter uma visão muito fria do negócio. É normal vermos empreendedores buscarem por franquias que possuem um produto que lhes agrada. Isso é válido, mas existem outros aspectos a serem considerados.

Ao fazer a análise de viabilidade financeira de uma franquia, devemos levar em consideração aspectos como a margem e também a competição no setor. Trabalhar com um produto do que se goste é importante, mas mais importante ainda é trabalhar em um negócio realmente lucrativo.

Análise do setor de franquias de alimentos

Cuidados com o setor de franquias de alimentos

Outro ponto que não poderia faltar em nossa análise do setor de franquias de alimentação é o que diz respeito a competição. É preciso fazer uma análise profunda sobre a concorrência e a escolha do ponto comercial para a franquia. Itens como perfil do público e custos fixos do estabelecimento comercial precisam ser minuciosamente analisados.

O setor de franquias de alimentação exige também um cuidado especial. Fuja dos modismos que surgem de vez em quando no mercado. As modas são passageiras, como a das yogurterias, e na maioria das vezes o empreendedor não tempo se quer de recuperar o investimento inicial.

Perspectivas do setor de franquias de alimentação no Brasil

Mesmo passando por um momento de retração em função da crise econômica, o fato é que o setor de franquias de alimento continua apresentando taxas de crescimento invejáveis. Os últimos dados sobre o crescimento do setor de franquias em 2016 mostram um avanço de 14% para as franquias de alimentos.

Um dos reflexos da crise econômica no franchising brasileiro foi o surgimento de modelos mais econômicos, que exigem um capital bem menor para quem deseja ingressar no setor. De quiosque, food trucks e franquias em containers, há praticamente de tudo no mercado.

Perfil de investimento em franquias de cafeteria e confeitaria

Respeitadas as diferenças entre as diversas opções de franquias do setor de alimentação, podemos estabelecer o seguinte perfil para o investimento em empresas neste setor, com base em pesquisa realizada pela Serasa Experian:

  • Capital inicial necessário – De R$ 15 mil a R$ 2 milhões
  • Necessidade de capital de giro – De R$ 3 mil a R$ 300 mil
  • Taxa de franquia – De R$ 5 mil a R$ 180 mil
  • Prazo de retorno do investimento – De 12 a 60 meses
  • Área da loja – De 15 a 1,2 mil m2
  • Número de funcionários – De 1 a 50
  • Lucro esperado sobre as vendas – 16,5%

Os números apresentados acima tem como base uma média obtida entre as diversas franquias de alimentação cadastradas em nosso Guia.

   Visite nossa seção de Franquias de Alimentação

Acreditamos que com nossa análise de franquias do setor de alimentação e outras informações que disponibilizamos em nosso guia, você possa ter uma visão bastante realista do mercado. Mantenha-se atualizado assinando a Newsletter do Guia de Franquias Brasil.

Análise do setor de franquias de alimentação
Classificação 5 (100%) 9 votos